PERSONAL20 inaugura novo espaço em Braga

Após uma longa espera devido à situação que o mundo atravessa, o novo estúdio Personal20 Braga finalmente abriu as suas portas  ao público no dia 8 de Junho 2020. Durante o estado de emergência, o novo estúdio iniciou atividade online com o apoio do franchisador gerando impacto muito positivo nos seus clientes.

O espaço totalmente remodelado conta com zona de recepção, espaço de treino personalizado, balneários individuais, zona de reuniões e avaliações e com profissionais certificados no treino de electroestimulação muscular. O espaço, durante esta nova realidade, só está a atender um cliente de cada vez, minimizando a possibilidade de contágio.

Este novo conceito de fitness vai ajudar mais pessoas, pela diferenciação do serviço que oferece, aliado ao atendimento personalizado e ambiente mais familiar.

Para conhecer mais do conceito Personal 20 visite www.Personal20.com.

100% Fitclub faculta estúdios para profissionais do fitness

A cadeia 100% Fit Club passou a disponibilizar aos Personal Trainers independentes o aluguer dos seus estúdios em Mem Martins e Portela de Sintra, aumentando a sua oferta de serviços e abrindo a porta a novos profissionais do exercício.

Com este novo serviço de aluguer, os personal trainers poderão ter acesso a um estúdio equipado para atender os seus clientes, permitindo independência na forma de rentabilizar os seus serviços.

Pelo valor mensal de 200€, o personal trainers poderá usufruir dos espaços durante todo o horário de funcionamento dos estúdios, tirando partido dos equipamentos existentes, tais como TRX, elásticos, pesos livres, kettlebells e máquinas de cardio.

O 100% Fitclub ainda dará apoio comercial, divulgando os serviços dos personal trainers, na base de dados da cadeia de clientes que tem, possibilitando a angariação de mais e novos clientes para os profissionais do exercício.

Ambos os estúdios têm cerca de 200 m2 e encontram-se perto das estações de comboio das localidades, facilitando o seu acesso

Para mais informações poderá contactar o 100% Fitclub:

Telefone:
(+351) 925 782 861
(+351) 967 986 444
(+351) 216 032 019

Email:
info@100fitclub.com

EXS Exercise School inicia cursos online

Como tem sido recorrente, a EXS EXERCISE SCHOOL visa elevar o nível de prática de exercício e seus benefícios para a saúde através da elevação dos padrões de qualidade dos seus profissionais através de um modelo educativo centrado no pensamento crítico, experiência, ciência e necessidade de mercado. Com esta visão, a EXS tem conseguido estreitar cada vez mais as relações entre medicina e exercício.

Tal como aconteceu com todas as entidades formadoras, a EXS também suspendeu as suas formações presenciais durante o mês de Abril e Maio. Durante estes 2 meses a EXS adaptou-se e reforçou a sua estratégia sem comprometer o posicionamento. Esse reforço estratégico da EXS passou por introduzir novos processos digitais no modelo formativo acompanhando os alunos à distancia.
A barreira tecnológica empurrou, durante este período pandémico, toda uma Macro-economia para uma digitalização inegável, e com ela, novas mudanças de comportamentos se intensificaram. Na EXS a Inovação e desenvolvimento sempre representaram um peso significativo na estratégia e estrutura de gestão da marca. Como tal, estando mais perto e atendo às necessidades a ocasião criou a oportunidade.

Surgiu a Formação curso EXS ONLINE N123, que pretende chegar com força a todo o Continente e Ilhas, mas também a países de língua portuguesa como Brasil e comunidade portuguesa que se encontra espalhada pelo mundo. Antecipou-se a Internacionalização da Marca, que só estava prevista para 2022.
Este curso, visa promover, uma formação útil e desafiante sobre várias temáticas fundamentais para o desenvolvimento profissional. Após um extenso processo de desenvolvimento e ponderação a EXS criou três níveis formativos 100% digitais e distintos de qualquer outra formação presencial existente.
A estrutura formativa, foi desenvolvida com uma clara pertinência dos temas e organização e com módulo formativos bastante pertinente para qualquer profissional de exercício.

O CURSO - EXS ONLINE N123 - está organizado em 3 níveis complementares. Cada nível inclui 3 módulos formativos progressivos que culmina com um teste de avaliação. O modelo assenta numa subscrição formativa que dura 21 dias para cada NÍVEL.
Cada Nível de Formação inclui:
• 6 horas Formativas;
• 3 horas de Aulas de dúvidas em direto com o professor por cada módulo formativo;
• 1 hora de Exame. Aprovação com mais de 75% para poder transitar para o nível seguinte;
• Documentação de Apoio em PDF.

Link informativo para inscrições:
https://exs.com.pt/formacao-online/
Link Conteúdos Programáticos:
https://exs.com.pt/wp-content/uploads/2020/06/EXSOnline-Brochura-Apresentacao-2020.pdf

Este Curso destina-se a todos os Profissionais de Exercício Físico / Técnicos de Exercício Físico, Fisioterapeutas e Estudantes de Exercício Físico e Saúde, Fisioterapia e cursos similares da área da saúde.
Segundo Hugo Moniz, Founder & CEO da EXS EXERCISE SCHOOL, “Continuaremos com a mesma dedicação na formação presencial nomeadamente uma vez que estes são os nossos principais produtos: Formação contínua –  EXS ENGAGE & EXS MASTER; Formação Complementar – EXS CLINICAL & EXS ANATOMIA CADAVÉRICA e Encontros de Profissionais – EXERCISE SUMMIT & EXS LAB. No entanto não tínhamos ainda nenhum produto formativo 100% digital, e com os feedbacks que obtivemos durante o EXS NETWORKING e 1st International Exercise Webinar, confirmamos a urgência de criar um novo modelo formativo ON-LINE, permitindo ao aluno estudar, quando e onde quisesse.  Agradeço todos os elementos que fazem da EXS EXERCISE SCHOOL o que é hoje, Obrigado -  Nuno Pinho, Pedro Asseiceira Rui Fortuna, Samuel Corredoura, Miguel Bernardes, Rubens Meggetto, Tiago Gago, João Gouveia, Pedro Passos e Paula Pereira, por toda a ajuda e dedicação demonstrada.

Fitness Factory lança apoio de 500 mil euros

A cadeia Fitness Factory criou uma linha de apoio financeiro no valor total de 500 mil euros a ginásios que estejam em dificuldades e queiram ter um novo começo fazendo parte desta rede de franchising.

Esta linha de apoio assenta em 4 eixos de acção (Investimento em Equipamento, Formação de Equipas, Comunicação e Captação de Novos Clientes e Plano Estratégico de Recuperação) e visa de forma simples e flexível permitir aos ginásio poder integrar a rede de franchising entre 2 a 4 semanas sem ter que fechar portas e sem mudanças de fundo nas suas instalações, respeitando a sua autonomia enquanto unidades independentes.

As candidaturas já se encontram abertas e qualquer ginásio pode candidatar-se enviando o seu pedido para franchising@fitnessfactory.pt.

A rede de franchising Fitness Factory tem atualmente 17 unidades em funcionamento, 2 clubes em pré-venda e 4 em fase de obras, tendo previstas 6 aberturas ainda durante o ano de 2020.

Prescrição do exercício: evidências e tendências atuais

Um presente futuresco! – Dada a importância da saúde física e mental da população para o desenvolvimento social e económico, as ações para a promoção da actividade e do exercício físico proliferam. Consistente com esta perspetiva, o sector do fitness em Portugal tem vindo a crescer de forma muito rápida, e como era expectável, o desenvolvimento neste segmento tem sofrido uma evolução inquestionável: emergem múltiplos operadores no mercado, profissionais mais qualificados, serviços diferenciados, equipamentos de fitness atrativos e intuitivos, em suma inúmeras estratégias para seduzir, captar e fidelizar os praticantes ao exercício. Face a este panorama, a generalidade das recomendações para a prática do exercício permanece fiéis a inúmeros estudos epidemiológicos, biomédicos ou bipartidos, centrando a sua atuação em duas considerações; (a) melhoria da condição física e/ou saúde; (b) prevenção ou minimização do risco de doença, estabelecendo desta forma uma causalidade entre os benefícios do exercício físico e da saúde.

Se a informação é um dos principais insumos para a tomada de decisão nas organizações, porque permanecem enraizadas a um paradoxo incongruente? - Tanto os operadores, como os profissionais do exercício, entre muitos outros, enfrentam diariamente um dos maiores desafios (se não o maior): aumentar o número de praticantes de exercício. Urge, por isso, procurar romper paradigmas na busca daquilo que tanto procuramos.

Procurar aquilo que já se tem! – Portugal, tem aproximadamente 688.210 mil consumidores ativos de exercício físico, tendo havido em 2019 uma taxa de penetração de 6.7% (592.834 consumidores ) face ao ano 2018 . Contudo verifica-se, no vértice oposto 292.390 cancelamentos/desistentes (Pedragosa, V.,  Cardeiro E., 2020), indicadores claros e ilustrativos que estamos a caminhar para mais uma deriva “conservadorista”, perto da estagnação (nos últimos 10 anos a taxas de desistências, mantém-se perto dos 60%) Objetivamente este desafio pode ser parcialmente resolvido se aumentarmos a adesão continuada, tradicionalmente classificada como fidelização / retenção, através da criação de estratégias que permitam, não só, aumentar o número de praticantes, mas também acompanhar os atuais, elevando a qualidade da experiência subjetiva da prática de exercício e criando “alertas de saída”.

Praticantes mais felizes, Clubes mais rentáveis! – A satisfação dos praticantes, depende da experiência, do envolvimento e das emoções desencadeadas pelo exercício. (Yoshida, M., James, J., 2010).

As recomendações na orientação ou prescrição de exercício continuam fortemente acorrentadas e sustentadas numa perspetiva biomédica. Este racional levou a que se desse primazia considerável às respostas fisiológicas ou biológicas (princípios do treino), pouco centrada nas valências afetivas e na modificação sustentada dos comportamentos de vida das pessoas.

Na procura, tão desejada, da adesão continuada à prática, o tema tem vindo a ganhar relevo. Vários têm sido os investigadores que exploram a relação entre as valências afetivas e adesão ao exercício. Importa referir que as valências afetivas são compreendidas como um estado de prazer ou desprazer que aporta diferentes graus de ativação, que são vivenciados constantemente em duas dimensões (positiva vs negativa) (Russell, 2003). Por conseguinte, a validação das valências do afeto, poderá revelar-se de extrema importância, para sustentar a adesão continuada dos utilizadores de programas de exercício.

Vislumbre o futuro, aplicando estratégias comerciais humanísticas! – Gerar leads, estratificar o funil de vendas, mapear as experiências dos sócios, são mecanismos úteis para a gestão, marketing e vendas. Não obstante aos meios referidos, certamente implementadas por muitos clubes de fitness, importa questionar qual a estratégia utilizada para aferir as valências afetivas do praticante/cliente após iniciar um programa de exercício!

A avaliação do afeto com base no Modelo Circumplexo, tem sido sugerida como a abordagem de eleição, permitindo um ajuste intra e inter-treino, visando a melhor resposta afetiva   (Teixeira D. 2020 ).

O Modelo Circumplexo de Afetos (Russel, 2003), propõe que a resposta afetiva possa ser representada por duas dimensões. A primeira refere-se à valência do afeto (positiva vs. negativa); e a segunda ao grau de ativação ou intensidade do afeto (alto ou baixo). A combinação destas duas dimensões bipolares e ortogonais, resulta num espaço semântico bidimensional que pode ser representado num padrão circumplexo, apresentado na Figura 1, (i.e. desejavelmente, e seguindo as recomendações da literatura¹´² é de elevada importância adaptar a prescrição do exercício à natureza/perfil de cada individuo, sustentada numa prática segura e eficaz), na Figura 2, representação gráfica, com mediação relatada das valências afetivas, grupo de participantes após treino em pesos livres e maquinas ³.

Modelo

Modelo

 

Figura 1 - Traduzido do inglês e adaptado de Carroll et al (1999).

O Modelo Circumplexo de Russell e apresentação das variáveis as constituintes. No eixo horizontal representação da valência afetiva (prazer ou desprazer) no eixo vertical o grau de ativação percebida (desativação ou baixo a ativação ou alto).

 

Figura 2

Figura 2

 

Figura 2 - ³ Carraro, Paoli & Gobbi (2018); Sport Sciences for Health

 

 

O atual aconselhamento, orientação ou prescrição de exercício, estão ainda hoje, profundamente vinculadas  às diretrizes do séc. passado, não contribuindo, como verificámos anteriormente, para um crescimento sustentado.

Induzir novas competências e saberes, para melhor apetrechar as aptidões dos profissionais, deve ser uma preocupação constante dos operadores deste sector.

Não se deixe ficar refém da estrita dependência do conhecimento passado, refine o seu “know-how”, invista e implemente programas do séc. XXI, encante o seu cliente, avalie as necessidades, preferências e a tolerância das intensidades no exercício, e com base nos resultados, ajuste e redefina o aconselhamento de exercício.

 

Referências:
Ekkekakis, P., Parfitt, G., Petruzzello, S. (2011). The Pleasure and Displeasure People Feel When they Exercise at Different Intensities. Decennial Update and Progress towards a Tripartite Rationale for Exercise Intensity Prescription. Sports Medicine, 41(8), 641-71.
Russell, J. A. (2003). Core Affect and the psychological construction of emotion. Psychological Review, 110(1), 145-172. doi: 10.1037//0033-295X.110.1.145.
ACSM (2017). Guidelines for exercise testing and prescription (10th Edition). Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins.
Teixeira, D. S., Gaspar, C., Marques, P. (2017). Manual do Técnico de Exercício Físico. Porto Salvo: Edições Manz.
Teixeira D.S. (2020) Consideração na Prescrição de Exercício e Adesão Continuada. Portugal Activo.
Pedragosa, V., Cardeiro, E., (2018). AGAP Portugal Activo.
Yoshida, M., James, J., (2010). Customer Satisfaction With Game and Service Experiences: Antecedents and Consequences.
¹Ladwig, M., Hartman, M., & Ekkekakies, P. (2017) Affect-Based Exercise.
²Decker, E., & Ekkekakies, P. (2017) More efficient, Perhaps, but at price? Pleasure and Enjoyment responses to high-intensity interval exercise in low-active women winth obesity. Phychology of Sports and Exercise, 28,1-10.
³Carraro, Paoli & Gobbi (2018); Affective response to acute resistance exercise: a comparison among machines and free weights. Sport Sciences for Health

 

Paulo Marques é Director do Clube FiT iT ( https://fitit.pt/), docente na MANZ desde 2005, doutorando em Educação Física e Desporto pela ULHT. Contactos: paulojlmfit@gmail.com| insta@paulojlm13 | www.facebook.com/paulojlm13
All United Sports

Receba todas as novidades no seu email. Subscreva a nossa newsletter.

Subscrever