De todos, para todos. A Associação que representa os Profissionais do Exercício Físico chegou.

«De todos, para todos. A Associação que representa os Profissionais do Exercício Físico chegou, com a clara intenção de unir os Profissionais do Exercício em torno de uma identidade sólida, credível para a sociedade atual e cada vez mais competente.», afirma João Rego, Presidente da Associação Portuguesa de Técnicos de Exercício Físico.

Quem é o Técnico de Exercício Físico (TEF)?

O Técnico de Exercício Físico é todo aquele que possui qualificação legal para utilizar o exercício físico como motivo, meio e instrumento de atuação profissional. Entre outros desígnios de Técnico de Exercício Físico podemos considerar: treinador pessoal (Personal Trainer); fisiologista do exercício; preparador físico; professor de exercício físico; especialista em exercício físico; especialista em exercício clinico; instrutores de sala de exercício; instrutores de aulas de grupo em contexto de sala de exercício ou piscina; e diretores técnicos de clube.

Sobre a Associação Portuguesa de Técnicos de Exercício Físico (APTEF)

aptefA APTEF é uma associação de profissionais, sem fins lucrativos, dedicada a promover os profissionais e as profissões na área do Exercício Físico. Criada no início de 2017, a APTEF nasce com o intuito de preencher o vazio existente na defesa dos interesses e direitos dos profissionais de Exercício Físico. Fundada por um grupo de profissionais que constituem inicialmente os órgãos sociais, a sua composição nasce da necessidade da APTEF ser, desde o primeiro dia, eclética, integradora e representativa.

Objetivos da APTEF

A APTEF de forma a cumprir a sua missão de promoção dos profissionais e profissões na área do Exercício Físico tem três objetivos primários: Criação de uma identidade profissional; Credibilização da profissão; União de todos os profissionais.

1. Identidade profissional

  • Reformular os Estatutos da profissão constantes no Decreto Lei no39/2012, de 28 de Agosto:
    • Alteração do termo “manutenção da condição física” para “melhoria da condição física na promoção da saúde”.
    • Pormenorizar e complementar os Estatutos de DT, TEF e PT ao nível de Função e Deveres.
  • Incluir a profissão de Técnico de Exercício Físico na categoria de profissões paramédicas, passando assim a ser isenta de IVA como as restantes profissões promotoras de saúde.

2. Credibilização da profissão

  • Melhoria dos padrões de qualidade
    • Trabalhar junto das entidades governamentais para que, no futuro, na obtenção do Título Profissional de Técnico de Exercício Físico seja obrigatório o requisito mínimo de licenciatura na área do desporto ou educação física, tal como identificada pela Direção-Geral do Ensino Superior. Passando assim de QNQ/QEQ 5 para QNQ/QEQ 6.
    • Trabalhar junto das entidades governamentais para que, no futuro, na obtenção do Título de Diretor Técnico seja obrigatório o grau mínimo de mestre em Exercício e Saúde ou formação profissional especializada creditada como equivalente. Passando assim de QNQ/QEQ 6 para QNQ/QEQ 7.
    • Trabalhar junto das entidades governamentais para que, no futuro, na profissão de Treinador Pessoal seja obrigatório o Título de Diretor Técnico ou Título Profissional específico (Título Profissional de Treinador Pessoal). Com QNQ/QEQ 7.
    • Fomentar a especialização de cada profissional na sua área de intervenção, através da constante formação contínua avançada.
  • Melhoria dos padrões de profissionalismo:
    • Criação do Código deontológico dos Técnicos de Exercício Físico.
    • A Criação do Provedor do Aluno/Cliente (defesa do consumidor) dando possibilidade a todas as pessoas que contratam um TEF a nível particular possam ter uma entidade a quem recorrer, em caso de necessidade.

3. União de todos os profissionais

  • Comunicar com as entidades governamentais como um só, dando voz aos profissionais na defesa dos seus interesses.
  • Apoiar, informar e aconselhar todos os profissionais nas áreas de Formação, Contabilística e Jurídica.
  • Potenciar oportunidades de Emprego em todas as áreas de atuação dos TEF.
  • Vantagens significativas nos seguros obrigatórios das profissões de TEF em regime de trabalhador independente.
  • Vantagens significativas na formação contínua creditada.
  • Vantagens significativas em material de uso profissional.

Mais informações em: aptef.pt

« Voltar às últimas notícias