6 Qualificações obrigatórias para um Personal Trainer. Por Hugo Moniz

No decorrer de anos de experiência e desempenho profissional, tentei adquirir competências que me distinguissem dos restante colegas.

PT_NLPassei por várias escolas de formação em diversos países na Europa e nos EUA, o que me permitiu diferenciar e distinguir. Neste momento, o mercado está bastante dinâmico mas ainda mais rigoroso, sendo que a diferenciação e o “valor” são claramente as chaves para o sucesso de um Personal Trainer (PT). No entanto, esta é outra grande questão com a qual nos debatemos: afinal o que é um “PT DE SUCESSO”?

O que vende mais? O melhor tecnicamente? O que melhor se relaciona com os clientes e com os colegas? O mais trabalhador? O que conta melhor e não se engana? Boa aparência física? Enfim, são inúmeras as características que poderia enunciar.
Prefiro responder a esta questão citando um dos melhores formadores e colegas que alguma vez conheci, João Moscão:  “Qualidade não é o mesmo que sucesso. Há sucesso sem qualidade alguma, e poucas vezes há qualidade sem sucesso – Pregar um prego não parece ser tarefa difícil, mas a arte e a precisão de acertar no prego sem dar cabo de qualquer estrutura adjacente é bem difícil. Esta tarefa, é supostamente acessível a qualquer um. Todos nós já pregamos vários pregos na vida, no entanto só mesmo um verdadeiro mestre carpinteiro é que o consegue fazer na perfeição. Se eu quiser martelar um prego irei certamente ter sucesso depois de 10/20 marteladas, divididas entre a madeira, o prego e o dedo. No final, o que se vê é o prego pregado na madeira, mas se formos analisar ao pormenor, a madeira o prego e o dedo foram literalmente “agredidos”, alterando as suas propriedades. O resultado final  foi o de uma tarefa realizada de qualquer maneira, mas muito, mesmo muito diferentes da de um mestre carpinteiro que em 3 marteladas finaliza o prego na madeira sem qualquer problema e sem qualquer alterações estrutural dos materiais envolvidos”.

Comparando com a nossa realidade, o mesmo está a acontecer com a nossa profissão, aparentemente tudo é bem feito, ou aparentemente bem feito. O Fitness considera que quase todos os alunos são aparentemente normais, e que se encaixam na perfeição nos programas pré-coreografadas ou pré-concebidos, preocupando-se somente com a performance externa.
As  apropriações individuais e graduais das adaptações do corpo são  praticamente excluídas. Na realidade, as estruturas estão constantemente a ser agredidas e violadas, quer nos princípios estruturais mecânicos, articulares, fisiológicos, anatómicos e, até mesmo nos endócrino. Tudo porque os treinadores não sabem o que acontece realmente dentro de um corpo, pedindo constantemente o impossível, treino após treino, repetição após repetição. Desconhecem verdadeiramente o sentido de performance Interna.

Por esta razão, considero imprescindível melhorar 5/6 grandes qualificações profissionais. A profissão de PT é talvez das profissões mais nobres do mundo, se não mesmo das únicas onde podemos verdadeiramente ajudar a saúde dos nossos clientes de forma natural, respeitando as funções musculares, articulares e mecânicas.
O nosso “valor” enquanto profissão é enorme, temos é de o fazer merecer através da aplicabilidade focada, exata e precisa.
Desta forma,  recomendo a todos os que procuram melhorar profissionalmente as suas competências, que invistam nas seguintes áreas:
Neuromuscular e Sistema Nervoso, Biomecânica Qualitativa (fundamentos da biomecânica aplicada; biomecânica da resistência; análise de resistências: peso livre, fitas e suspensão, cabo, elástico, máquina guiada e etc), Fisiologia e Anatomia Muscular (condicionantes mecânicas à produção de força), Anatomia e Biomecânica Muscular  (extremidade inferior, superior e coluna), Fisiologia e Anatomia Articular (articulações principais ombro, cotovelo, anca, joelho e coluna) – estas são as principais áreas técnicas.
Para complementar as competências gerais de um PT recomendava também investimento na área da Psicologia Positiva (Resiliência e comportamento construtivo) e Gestão/Controlo Financeiro, Marketing (definição de “valor” e preço; conhecimentos de gestão nomeadamente contabilidade geral; estratégias de uma marca).

Este é apenas um ponto de vista partilhado por um profissional de Fitness, onde a humildade e a aprendizagem são os Drives de progressão. Com isto, termino com uma frase de Thomas Purvis, em RTS:
“10 anos da mesma experiência não fazem de ti um melhor instrutor, mas sim um principiante 10 anos mais velho!”

 

Hugo Moniz é advisor na All United Sports, licenciado em Educação Física e Desporto pelo ULHT, Mestrado em Gestão Empresarial pelo ISCTE e fundador da EXS Exercise School.
« Voltar às últimas notícias